Justiça Federal condena funcionários e patrões por simulare